Comida baiana salvador conheça os temperos mais usados

Comida baiana salvador é um dos polos gastronômico, seja pela comida típica ou pelas novidades que surgem todos os dias. A capital baiana oferece diferentes cozinhas e temperos diferentes, mas com uma grande similaridade: a uso de ingredientes regionais.

Alguns pratos estão sempre mudando os temperos, mas podemos dizer que todo o preparo é feito com carinho e com uma pitada de muita diversão. Você pode experimentar em casa, mas sempre haverá um tempero diferente no prato da festinha da tia.

Comida baiana salvador é um cardápio baseado na culinária brasileira: lombo de porco, costelinha de porco, galinha caipira (ou frango), acarajé, bobó de camarão, moqueca capixaba (ou moqueca baiana), vatapá e farof

No artigo abaixo listamos os alguns dos temperos mais utilizados na Comida baiana salvador e sua origem:

– Pimenta salomé (ou alecrim do reino): originada em Portugal, espalhou-se para outras regiões, inclusive da Bahia.

– Pimenta dedo de moça: originada no Nordeste, usada para temperar acarajé ou sopa.

– Piripiri: originado no Piauí e usado principalmente na carne assada – Quibebe ou quibebeira. É uma panela própria para cozinhar feijão e carnes.

– Salsa ou cebolinha verde : é um tempero produzido pela extracção do suco das folhas frescas deste vegetal após esmagamento com uma faca.

Pode ser usado na preparação de saladas, guisados ou frangos estufados. É muito utilizada para temperar a farofa e os acarajés.

– Canjiquinha: é uma erva aromática que evolui em várias espécies , usada principalmente nas sopas de peixes (sopa de peixe com canjiquinha) pelo seu aroma agradável e no salgado dos pães após cozimento.

– Abacaxizeiro: seu nome científico é Erythrina falcata, é originário da América tropical e subtropical. É usado nas carnes assadas ou fritas.

– Alho poró: espécie de alho indígena, que tem a forma cônica e o sabor picante. O bulbo se torna grande, carnudo e verde escuro quando maduro. Pode ser usada na preparação de receitas a base de aves, pescados e derivados do leite.

– Jiló: espécie de beterraba brasileira. Típico da Comida baiana salvador

Também conhecido como Beterraba amarela. Existem outras variedades muito utilizadas na culinária brasileira, a manteiga e a beterraba roxa.

– Alecrim: é uma planta anual da família das lamiaceae com o nome científico Rosmarinus officinalis. É uma erva aromática doce, que pertence à mesma classe das lavandas. O seu aroma caracteriza as sopas de peixes e os temperos para carnes .

– Manjericão: é uma planta herbácea perene do gênero Origanum, família das lamiaceae. É uma erva aromática doce, que pertence à mesma classe das lavandas.

– Tomilho: é uma planta herbácea perene da família das lamiaceae. É uma erva aromática amarga e usada em carnes vermelhas, patês de legumes ou em forma de chás para aliviar gripes .

– Manjerona: espécie de hortelã – menor do gênero Mentha. É apreciada pelo seu perfume perfumado e seus diversos usos culinários.

– Erva doce: é uma planta da família das lamiaceae com o nome cientifico Glycosmis pentaphylla. É conhecida por seu sabor adocicado, suave e perfumado. Usada em bolos e compotas .

– Cúrcuma: é uma planta anual da família das zingiberaceas, a mesma de gengibre.

Por favor, continue lendo nossos conteúdos… Está gostando das nossas sugestões? Quer mais artigos para continuar a leitura…

You May Also Like