Comidas Indígenas – Conheça Esse Universo.

As comidas indígenas eram as que sustentavam os índios brasileiros antes do descobrimento, além de outras que foram criadas ao longo dos anos para se adaptarem às condições climáticas e dos lugares onde viviam.

A variedade de ingredientes naturais da terra permitia fazer um número grande de pratos diferentes, entre eles nozes (queijos de castanha), beterrabas (couve), batatas (batata inglesa), jiquitaia (aipim) e muito outro tipo de alimentos.

O cardápio dos índios brasileiros era variado, mas muitas vezes não existiam condimentos para temperar a comida, por isso o uso do fogo era fundamental em todas as refeições. Para acender a fogueira , os índios usavam duas pedras: uma macia chamada sapucaia e outra dura conhecida como tapuaçu .

As raízes da sapucaia eram esfregadas na superfície da mangaba até que ficassem embebidas de óleo.

Depois, elas eram riscadas com o tapuaçu e sobre as bordas da pedra dura onde havia sido feito um pequeno corte, um tanto de terra solta era colocado para garantir a alimentação do fogo mais depressa.

O primeiro assado ia ser oferecido à Deusa da Floresta, Oxum , porque os pajés acreditavam que toda essa magia só funcionava se houvesse algum agrado para a divindade. À noite, o fogo continuava aceso e era mantido vivo porque os índios temiam às trevas à qual atribuíam poderes sobrenaturais.

A fogueira de Oxum deveria ser manter viva todas as noites durante quatro meses em preparação para uma colheita que só aconteceria se ela assim desejasse. Quando não havia inverno, como na região onde hoje está Brasília, os índios cozinhavam em pequenasaminés.

Comidas de Origem Indígenas – Veja Algumas…

Cheiro verde – feito com as folhas da jiquitaia, as sementes do buriti, o cheiro-verde e a farinha de mandioca. Ariribá – assado na brasa sobre isca de penetra  com sal e azeite extraído dos frutos da aroeira.

Coxinha indígena – utilizava restos dos alimentos preparados pelas mulheres para criar o primeiro hambúrguer brasileiro. Tamal de caruru – frito em pedaços pequenos de pescada seca (durante os meses de estiagem quando a pesca era difícil), as folhas da jiquitaia e o cheiro-verde, mexidas com farinha de mandioca e cozidas em banho-maria.

Pamonha – calda de leite grosso misturado com rapadura derretida até formar um doce espesso.

A massa era feita a partir da farinha de mandioca misturada à água fervente ou ao leite desnatado, depois era colocada num saquinho feito com a pele da casca do angico e fervida por uma hora.

Ao abrir, a pamonha ficava sobre um pedaço de tapioca cozido e creme de leite gelado com romã passas secas ou uvas passas frescas podiam ser adicionadas.

Pão sujo – preparado com farinha de milho verde, folhas da catinga-mate, torta do cheiro e carne suína desfiada. O nome vem da cor avermelhada que ele ganha durante o cozimento.

Por favor, continue lendo nossos conteúdos… Está gostando das nossas sugestões? Quer mais artigos para continuar a leitura…

You May Also Like